DOENÇAS DE INVERNO

Por Dra. Luciana Hangai

As mudanças bruscas de temperatura associadas ao clima seco favorecem o aparecimento de doenças nesta época fria do ano e contribuem para as crises alérgicas.

A baixa ingesta de líquidos (suamos menos, com diminuição da sensação de sede) e a tendência que temos de fechar tudo para o frio não entrar, contribuem para a proliferação e disseminação dos vírus e bactérias.

O resfriado e a gripe são as patologias mais frequentes nas crianças que tem entre 8 a 14 infecções destas por ano, uma média de 1 caso a cada 20 a 30 dias!!!!

Em seguida, otite, amigdalite, bronquiolite, laringite, sinusite e bronquite com media de 5 a 6 casos por ano. Já as crises de asma, se multiplicam quando associadas aos outros quadros infecciosos mencionados… (tadinhas destas crianças e suas famílias)!!!!

doencainverno

Assim, a prevenção é super importante!!! E medidas simples como lavar as mãos, arejar os ambientes, tomar líquidos em abundância, evitar o fumo e o mofo, lavar as narinas com soro fisiológico são importantes nesta briga. A vacinação deve estar em dia!!!! Crianças de 6 meses a 5 anos e as maiores, portadoras de doenças crônicas tem direito a vacinação!!!

Agasalhar adequadamente a criança também é importante. Tirar as roupas de frio e lavar tudo, deixando bem arejadinho, sem cheiros de mofo e naftalina antes do frio chegar. Colocar a quantidade certa de roupas para evitar a sudorese intensa também deve ser feita. Lembrem-se que tomamos menos líquido, mas as reações metabólicas continuam ativas. Esquentar o corpo exige energia e esta energia tem que ser mantida para que nosso sistema imunológico se mantenha eficaz na briga com a bicharada que causa doenças!!!

A alimentação diversificada deve prevalecer. As sopas de inverno, com carne, legumes, verduras são uma boa pedida e bem aceitas pela garotada!!! A sabedoria popular nos ajudando na prevenção também!!!!

Mamães, nem sempre o uso de antibióticos será necessário. Nas doenças virais eles não são utilizados!!!

Na maioria dos casos, pedimos que se espere por 72 horas de febre (temperatura maior que 37,8 graus), antes de procurar um pronto-socorro, mas a criança tem que estar bem, na medida do possível. Estar com o apetite diminuído, com catarro no nariz, tosse sem rouquidão, fazendo parte da atividades normais faz parte da evolução esperada das gripes e resfriados.

Agora, se a criança está gemente, com febre persistente, apática, com falta de ar, deve procurar o pediatra, independentemente das 72 horas. Medir a temperatura com o termômetro e anotar os valores é importante para nosso raciocínio diagnóstico.

Usar o antitérmico já conhecido também é importante. Se vai ao médico e a criança está com febre, dê a dose habitual para o peso da criança antes de sair de casa. Imprevistos acontecem e podem retardar a chegada até o destino. Crianças pequenas podem convulsionar com febre… acreditamos quando a mãe diz que seu filho estava com temperatura elevada.

Meninas, vocês conhecem seus filhos, se algo está diferente, não exitem em procurar ajuda!!!!

Bom inverno a todas!!!!! E que nossos filhos passem ilesos por ele.

Contato: luhangai@terra.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s