BERNE E MIÍASE

Por Dra. Luciana Hangai

O verão está chegando!!!! E com ele, alguns seres desagradáveis também. Moscas, mosquitos e pernilongos vêm nos fazer companhia… Além das doenças como dengue, zica e outras, podemos ter a infestação pelas larvas de moscas e mosquitos, principalmente nos locais com higiene ambiental mais deficitária. Lixo exposto, alimentos sem a proteção adequada acabam atraindo esses insetos. Gordura, carne, açúcar são muito convidativos a esses indesejáveis visitantes.

mosca

Bernes são as larvas de moscas varejeiras ( aquelas esverdeadas e brilhantes, grandonas) depositadas na pele. A mosca varejeira captura outros insetos (como a mosca doméstica e pernilongos) e depositam seus ovos sobre eles. Ao entrar em contato com a pele , o calor libera os ovos do corpo do inseto hospedeiro e se aderem à  pele da criança ou adulto. As larvas eclodem e penetram no tecido cutâneo, alimentado-se deste tecido. Causam uma inflamação no local, formando um caroço (tumoração) avermelhado, com um buraquinho no meio (respiro da larva) de onde sai uma secreção aquosa amarelada ou sanguinolenta. Às vezes é possível ver a larva ou as bolhinhas que soltam ao respirar. Essas tumorações são dolorosas e podem coçar.

Cada larva de berne fica em seu próprio espaço, ou seja, em cada orifício existe apenas uma larva.

Quando as moscas domésticas depositam seus ovos diretamente sobre a pele lesada, sobre feridas abertas , do paciente, em grande quantidade, temos a miíase ( também conhecida como bicheira). As larvas eclodem e começam a se alimentar do tecido vivo, devorando pele, músculos, tendões, profundamente no organismo. Causam dor intensa. Pode haver infecção nessas lesões, com febre, queda do estado geral, comprometendo muito a saúde da pessoa.

Além de atacar feridas abertas, podem depositar seus ovos em outras cavidades, como nariz, ouvidos, olhos, boca, traqueostomias, colostomias.

Os alvos principais são as crianças, idosos e pessoas com dificuldades em geral.  Não devemos esquecer nossos pets também!!!!

Na suspeita de qualquer um dos casos, deve-se procurar o médico para o tratamento adequado que visa a retirada da larva ou larvas, o cuidado com as lesões e por vezes o uso de antibióticos.

A prevenção, com a higienização corporal e do ambiente é fundamental.

Caso viaje para locais onde se tem notícias de casos da doença, procure manter o corpo coberto, evitar picadas de insetos, usar repelente, evitar alimentos expostos que atraem as moscas . Usar telas e mosquiteiros e passar muito bem, com ferro quente, as roupas que ficam secando no varal.

Meninas, aproveitem o verão e cuidado dobrado com nossos pequenos.

Um beijão a todas.

project_1429842916473

Anúncios