TRABALHO DE PARTO: COMO IDENTIFICAR?

Por Franciane Crisol

hora-do-parto-620x413

Saber distinguir se realmente você está em trabalho de parto não parece ser uma tarefa fácil. Na verdade, é impossível determinar exatamente quando o trabalho de parto se inicia, pois o mesmo é diferente de mulher para mulher. Lembrando que não é algo repentino e conforme a data do parto se aproxima, a mulher começa a sentir diversas alterações no seu corpo, principalmente no que se refere as contrações uterinas.

Na verdade, as contrações uterinas já existiam há muito tempo. Podemos dizer que a partir do quinto mês a mulher pode ter contrações, porém com características diferentes das contrações de trabalho de parto. As contrações que ocorrem durante a gestação são indolores, esporádicas e esparsas, são as chamadas de contrações de Braxton- Hicks.

No início do trabalho de parto, você percebera que as contrações irão ficar rítmicas e regulares. Elas vão se tornando efetivas, levando a um desconforto, uma sensação de peso e dor. Geralmente as contrações têm inicio na região lombar e depois irradiam para o baixo ventre, acompanhadas por uma cólica. A frequência irá aumentar, ao ponto de a mulher apresentar três a quatro contrações em dez minutos, mostrando então que o parto se aproxima.

Outro fator importante que pode mostrar que você está em trabalho de parto é a rotura da bolsa. A bolsa pode se romper nitidamente, como nas novelas, quando o líquido escorre pelas pernas em grande quantidade e você não tem controle disso. No entanto, algumas vezes essa rotura se dá de forma diferente, o que chamamos de rotura alta, que é quando vai ocorrendo perda de líquido em pequena quantidade (a calcinha ficará úmida). Esse líquido pode ter odor bem característico que se assemelha a cheiro de água sanitária ou líquido seminal. É bom lembrar que nem sempre porque a bolsa rompeu significa que a mulher está em trabalho de parto. É preciso distinguir se o liquido perdido é o líquido da bolsa ou um simples escape de urina devido a compressão que a cabeça do bebe exerce sobre a bexiga, no final da gestação.

Um sinal comum, que pode ocorrer mas não é determinante do trabalho de parto, é a saída do muco (tampão mucoso), que é uma secreção viscosa que pode ter raias de sangue. Essa saída do tampão pode acontecer dias ou até semanas antes do trabalho de parto então podemos dizer que é um sinal secundário e de pouca importância.

Nas seguintes situações você deve se dirigir imediatamente a maternidade:

 – Sangramento Vaginal em grande quantidade, parecido ou em maior volume que uma menstruação, principalmente se vier acompanhado de cólica ou de dor abdominal.

– Se a bolsa romper e você perceber que saiu uma grande quantidade de líquido esverdeado, semelhante a uma sopa de ervilha, esse líquido é o que chamamos de mecônio e, em algumas situações, indica que o bebê esta passando por uma baixa oxigenação.

Para que seu parto seja um momento especial tire todas as suas dúvidas com seu médico do pré-natal e solicite ao seu obstetra um número de telefone no qual possa encontrá-lo em caso de emergências, isso diminui sua ansiedade e irá evitar idas desnecessárias ao setor de pronto atendimento.

project_1429840869191