O que fazer quando seu filho não quer comer?

 

images07D7F3G4

Durante minha experiência em consultório o que mais escutava dos pais dos meus pacientes era: Meu filho não come. Meu filho não quer comer verduras, legumes e nem frutas. O que faço? Muitas vezes o apetite da criança não está de acordo com as expectativas dos pais.

Precisamos prestar atenção em algumas questões : 1- Mães ansiosas com o crescimento do filho, que só se tranquilizam quando o filho tomou todo o leite ou quando o prato foi esvaziado. 2- Mudança de apetite em função da diminuição do ritmo de crescimento da criança. A partir do final do primeiro ano, ocorre uma diminuição natural do crescimento e isso é normal que reflita no apetite da criança. 3- A partir do primeiro ano de vida, o grau de autonomia da criança aumenta consideravelmente, e isso reflete nas escolhas pessoais e também no apetite. 4 – O interesse da criança pelo ambiente que o cerca cresce muito, e o alimento fica em segundo plano.

Para estimular a criança a comer melhor precisamos em primeiro lugar dar exemplo de uma boa alimentação, pois não adianta nada forçar o filho a comer determinado alimento se os pais não têm habito de comer tal alimento. Lembrando que a criança sempre tenta seguir exemplos.

Dicas para melhorar a alimentação:

1 – Cardápios coloridos: as cores dos alimentos ajudam a compor a apresentação dos pratos e são ótimas para atrair a atenção e o apetite da criança. Para isso, as frutas, os legumes e os folhosos são um ótimo aliado.

Acho importante tentar explicar para a criança a importância de um prato colorido, mas essa explicação não pode ser exagerada. Temos que tomar MUITO cuidado com o que falamos a respeito de alimentação saudável! Vejo muitos pais dizendo: se você não comer verduras vai ficar gorda(o), ou, coma bastante mesmo para engordar! Precisamos ter cuidado ao tentar explicar ou estimular a criança a comer. Aqui em casa sempre falo: “vamos comer para ter energia para brincar, quem sabe você quer comer salada hoje?”, “muito bem! você fez um boa refeição hoje!”, “você não é obrigado a comer, mas ajuda a crescer.”

2- Alimentos preferidos: sempre que possível, inclua nas refeições da criança um alimento preferido. Assim, ela aceitará com mais facilidade os outros.

3- Insistir com as novidades: nem sempre a criança concorda em comer uma preparação que lhe é oferecida pela primeira vez. Algumas precisam provar o mesmo alimento de oito a dez vezes antes de aprová-lo e incluí-lo em seus hábitos alimentares.

4- Modo de preparo do alimento: Acho que existem “mil” formas de preparar um alimento. Se você oferecer a cenoura cozida várias vezes e a criança não aceitar, tente oferecer de outra forma. Por exemplo: Ralada no arroz, no molho do macarrão, no recheio do bolinho de arroz, pois as vezes mudando a forma do preparo fica mais fácil para as crianças aceitarem e experimentarem. O mais importante é não forçar a criança a comer o alimento, pois stress gera stress. Se naquele momento a criança não aceitar, ok, em outro dia ofereça novamente. Isso vale para todos os alimentos, se não aceitar a fruta, faça o suco, picolé de frutas….As vezes o habitual fica chato e a criança não tem interesse em experimentar.

5- Também vale pedir ajuda a criança na hora do preparo, sentar à mesa todos juntos, inventar uma receita nova.

Separei algumas receitinhas que faço por aqui:

Macarrão instantâneo

Prepare o macarrão conforme a orientação da embalagem. No final do cozimento e depois de colocar o tempero, adicionem duas folhas de alface, em tirinhas, e um tomate sem sementes, picado. Desligue, tampe a panela e sirva 3 minutos depois.

 Festa colorida

No final do cozimento do arroz, divida- o em três partes. Coloque em cada uma três alimentos diferentes: beterraba ralada, cenoura ralada e espinafre cozido e picado. Misture bem. O resultado será um arroz tricolor. Sirva com pedaço de frango ao molho.

 Cuca legal

Rale a abóbora e junte-a ao preparar o arroz. Sirva com bolinho de peixe e salada de tomate.

Ovos mexidos

Num omelete, elaborado com dois ovos batidos, adicione seleta de legumes e prepare da maneira habitual. Sirva com arroz.

 Nhoque marciano

No liquidificador, coloque espinafre cozido e bata bem e, em seguida, despeje na massa tradicional de nhoque. Faça um molho de tomates frescos e cubra os nhoques verdes. Para variar, substitua as batatas na elaboração do nhoque por mandiocas, batata-doce e cará.

 Polenta ao molho de tomate e carne moída

Para preparar a polenta tradicional, troque a água por leite. Cubra com molho a bolonhesa, Ofereça com alface picada e suco de laranja.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s